CULTURA DAS GERAIS

terça-feira, maio 23, 2006

Música


O cantor e Compositor Paulinho Pedra Azul fará um show restrito à empresas no Ouro Minas Palace Hotel, nesta sexta-feira, a partir das 20:00 hs. Além de músico, Paulinho é instrumentalista, pintor e escritor. Seu trabalho foi reconhecido nacionalmente em 1982 com a música Jardim da Fantasia. Sua trajetória é marcada por muita garra e determinção. Natural da cidade de Pedra Azul, no Vale do Jequitinhonha, o cantor mudou para Belo Horizonte com a família. Foi para São Paulo, fez várias turnês mundiais e hoje vive nas terras mineiras.
Paulinho é autor independente tendo inúmeros discos e livros publicados e distribuidos nacionamente. Conforme o músico, jamais teve apoio ou patrocínio de sequer uma empresa. "Tenho orgulho de chegar onde cheguei, com meu próprio esforço. Devo tudo que conquistei a Deus e a mim mesmo", orgulha-se. Leia mais
O show contará com a participação de outros cantores convidados pelo artista e será com voz e violão. Terá ainda a venda dos cds independentes e noite de autógrafos.

MARÍLIA PERA DIRIGE SHOW DE WANESSA CAMARGO

Wanessa Camargo traz a Belo Horizonte o espetáculo cênico-musical "Era uma vez", nesta sexta-feira, dia 26 de maio, às 22:30h, no Chevrolet Hall - avenida Nossa Senhora do Carmo 230 - São Pedro. Além de cantar e dançar, irá mostrar seu lado de atriz. O espetáculo tem a direção de Marília Pêra.


Leia mais...


FOTO: Marisa Lyon

Terças Poéticas

Poesia nos jardins de BH

O jovem poeta gaúcho Fabrício Carpinejar é considerado um dos escritores mais expressivos da atualidade. Autor de várias obras como “As solas do sol’ lançado em 1998 pela editora Bertrand Brasil e “terceira sede” pela editora escrituras, o poeta vem à Belo Horizonte na próxima semana participar do projeto de leitura, vivência e memória de poesia Terças Poéticas – realização da Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais, através da parceria entre o Suplemento Literário de Minas Gerais e a Fundação Clóvis Salgado, apoios culturais Rádio Inconfidência e Rede Minas de Televisão .
O poeta apresenta-se na terça-feira, trinta de maio de 2006, às 18h30, nos jardins internos do Palácio das Artes e a entrada é franca. Ele fará uma homenagem a seus pais Carlos Nejar e Maria Carpi. Vale a pena conferir!
No site do Palácio da Artes você fica por dentro da programação.


Minas disputa espaço no cinema nacional


Produtores ainda têm que recorrer ao próprio bolso para produzir


No último mês, três longas-metragens mineiros- "Acredite, um espírito baixou em mim, Depois daquele baile e Vinho de Rosas"- mantiveram-se semanas em cartaz nos cinemas de Belo Horizonte. Apesar da visibilidade conquistada, os filmes ainda são minoria frente à produção do resto do país.
Segundo a secretária de Cultura de Minas Gerais no setor audiovisual, Anna Flávia, a participação mineira no cenário nacional ainda é precária, mas vem crescendo. "Temos bons documentários em longa-metragem que ganharam muito espaço. Mas nosso cinema de ficção ainda precisa avançar". Ela considera que, com o programa Filme de Minas e outras produções que estão ocorrendo de forma independente, até o final deste ano poderão ser apresentados pelo menos três novos projetos de longa de ficção mineiros.
Segundo o diretor Geraldo Magalhães, a produção mineira deu um salto tanto numérico quanto qualitativo, sobretudo nos curtas e vídeos. "Este avanço, sem dúvida, vai atingir o cenário naiconal, ultrapassando outros centos como nordestino e o gaúcho", avalia.
leia mais